Banco do Nordeste 65 anos

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

De dentro da cadeia, Cunha ataca aliados candidatos




De dentro do Complexo Médico Penal, no Paraná, Eduardo Cunha acompanha atentamente a disputa pela cadeira que ocupava antes de ser preso pela Lava Jato. Ainda não perdoou Rodrigo Maia (DEM/RJ), a quem atribui sua cassação. Em conversa recente, citou o que considera um favor prestado — tê-lo indicado para relatar a reforma política. No centrão, criticou Rogério Rosso (PSD/DF). Disse que, quando teve a sua chance, em julho, perdeu por causa de uma "campanha errática".

Postar um comentário