sábado, 14 de janeiro de 2017

‘Morais não vai me calar’, disse Eugênio Aragão




Ameaçado de processo pelo ministro da Justiça, Alexandre de Moraes ("para ele aprender a ficar com a boca fechada", justificou), seu antecessor na pasta, Eugênio Aragão, disse que "ele não vai me calar" e "tem que pensar três vezes antes de me intimidar". "Eu estou tranquilo, porque eu tenho certeza que, se esse cara me processar não vai ter êxito". 

"Eu falei que ele tem suas relações com o PCC… aí ele vai ter que processar jornalista da Folha… do Estadão…do Extra da Globo… porque todos anunciaram isso". Para ele, o movimento pela anulação do impeachment "tem cunho realmente simbólico". E não acredita em eleições ainda este ano: "No fundo, é muito mais vantajoso deixar esse projeto de golpe se esgotar. Porque eles vão quebrar a cara, não vão deixar pedra sobre pedra e aí as chances para quem foi governo durante 13 anos voltar são muito maiores".



Postar um comentário