quinta-feira, 23 de fevereiro de 2017

Renan e Barbalho receberam propina de US$ 6 milhões, diz Cerveró

© Divulgação / PMDB Nacional

Dupla foi citada em delação como receptores de propinas pagas pelo operador e lobista Jorge Luz, alvo da Lava Jato



O operador e lobista Jorge Luz, que foi alvo da Lava Jato nesta quinta-feira (23/02), repassou US$ 6 milhões em propinas aos senadores Renan Calheiros (PMDB/AL) e Jader Barbalho (PMDB/PA), de acordo com a delação premiada de Nestor Cerveró, ex-diretor da Petrobras, e do operador Fernando Baiano, considerado um aliado de Luz na estatal.


De acordo com a Folha de S.Paulo, os senadores teriam dividido a quantia em troca do apoio do partido deles à permanência de Cerveró na diretoria internacional da Petrobras. Ainda de acordo com a delação, o acordo teria sido firmado em um jantar na casa de Barbalho em Brasília, ocorrido em 2006. Renan e Jorge Luz estavam presentes. 

Quem também teria recebido dinheiro nesse mesmo esquema é o ex-senador Delcídio do Amaral. Os senadores não foram alvos da operação Lava Jato nesta quinta-feira porque possuem foro privilegiado, ficando assim sob investigação do STF. Renan e Barbalho negam as acusações.

Postar um comentário