segunda-feira, 6 de março de 2017

Acendeu a luz vermelha no Palácio do Planalto




Acendeu a luz vermelha no Palácio do Planalto, mais especificamente no gabinete do terceiro andar ocupado pelo presidente da República Michel Temer. Receia-se, ali, que será mais difícil aprovar no Congresso Nacional do Brasil a reforma da previdência do que o governo imaginava até a volta a Brasília de deputados e senadores do recesso do fim de ano.

Eles voltaram impressionados com a reação negativa dos seus eleitores a diversos pontos do projeto da reforma concebido pelo governo – entre eles, o novo limite de idade para aposentadoria de homens e mulheres. E somente agora Michel Temer e seus assessores mais próximos se deram conta da armadilha montada na comissão especial que estuda a reforma.

 

Postar um comentário