segunda-feira, 6 de março de 2017

Crivella nomeia morto para cargo de confiança no governo


 
Assessor jurídico da Riotur confirmou nomeação e nega equívoco

 
O prefeito do Rio, Marcelo Crivella, nomeou na última sexta-feira (04/03) um homem que morreu ao cargo de assessor da Diretoria de Marketing da Riotur. Eduardo Luiz Regal de Castro foi o escolhido para o cargo de confiança. O homem, no entanto, cometeu suicídio no início de fevereiro. De acordo com informações do jornal O Globo, Eduardo estava em um táxi e pediu ao motorista para parar no meio da Ponte Rio–Niterói, dizendo que estava passando mal e queria vomitar. 

O homem desceu do carro e se jogou da ponte pelo vão central. O corpo do assessor ainda não foi encontrado. Ainda segundo o jornal, assessor jurídico da Riotur, Christian Cezar, confirmou nesta segunda-feira (06/03) a nomeação e negou erro. Cezar afirma que Eduardo exercia o cargo na Riotur desde janeiro, mais que o processo de nomeação para cargos de confiança foi demorado.

"Eu tinha que nomeá-lo para que os salários referentes ao período sejam recebidos pelo espólio. Ocorre que, no momento, não há sequer atestado de óbito porque o corpo está desaparecido, e o caso ainda não é considerado legalmente como morte presumida. O Eduardo está levando falta. Quando completar 30 dias de ausência ao trabalho, ele será exonerado. Não considero que o ato de nomeá-lo agora retroativamente tenha qualquer ilegalidade", explicou Christian.

Postar um comentário