Banco do Nordeste 65 anos

sexta-feira, 3 de março de 2017

Governo usa jetons para pagar mais a ministros


Dyogo Oliveira embolsou R$ 18 mil extras com o jeton do Senac


O Governo Federal pagou em janeiro quase R$ 2 milhões em jetons a 422 felizes integrantes dos conselhos de administração de empresas públicas como Petrobras, Itaipu Binacional, BNDES e Banco do Brasil. Em 2016 foram gastos mais de R$ 21 milhões. Jetons são usados, como nos governos anteriores, para engordar salários de ministros e assessores. Dyogo Oliveira (Planejamento), por exemplo, recebeu em janeiro R$ 18 mil do conselho do Senac, além do salário de R$ 30,9 mil.O advogado de Dilma Rousseff, José Eduardo Cardozo, recebeu R$ 21,2 mil do conselho do BNDES em setembro, um mês após o impeachment. 

O conselho de administração da Petrobras é dos mais ambicionados pelos burocratas. Os ex-ministros Dilma Rousseff e Guido Mantega o presidiram. Mais de 40 autoridades participam de mais de um conselho em estatais bem distintas, como forma de triplicar os vencimentos mensais. O jeton é mais uma das "vantagens eventuais" que não se sujeitam ao limite do teto constitucional e é depositado, sem descontos, em conta.



Fonte: A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.
Postar um comentário