sexta-feira, 3 de março de 2017

Vacinados contra febre amarela podem doar sangue após quatro semanas


 
Para evitar que o vírus da febre amarela se espalhe, a ANVISA-Agência Nacional Vigilância Sanitária e o Ministério da Saúde mudaram os critérios clínicos de triagem de candidatos à doação de sangue e órgãos. A recomendação do Ministério da Saúde é que os candidatos à doação de sangue que já tiverem sido vacinados deverão aguardar quatro semanas para doar sangue, a partir da data da vacinação.

As novas regras foram divulgadas nesta quinta-feira (02/03). As notas foram emitidas considerando os recentes registros de casos de febre amarela silvestre em regiões do Brasil. O alerta ocorre para a necessidade de se considerar o risco de transmissão da doença por meio de transfusão sanguínea ou transplante. Isso porque há relatos de transmissão do vírus da febre amarela por transfusão, após a vacinação de doadores de sangue.


Postar um comentário