Banco do Nordeste 65 anos

terça-feira, 25 de abril de 2017

‘Almirante Braga’ fez negócios na África com Arraes


'Almirante Braga' negociou açúcar com Miguel Arraes, asilado na Argélia



O Comandante Braga, amigo do ex-presidente Lula delatado pela Odebrecht como intermediário no recebimento de propina pelo contrato bilionário da compra de submarinos franceses, após sair da Marinha se tornou negociante de açúcar entre o Brasil e o norte da África, fazendo negócio inclusive com o ex-governador Miguel Arraes, que vivia asilado na Argélia. Chamado de "Almirante Braga" na Odebrecht, trata-se do capitão de corveta aposentado Carlos Henrique Ferreira Braga. 

Milionário, dono de quinze empresas, o "Almirante Braga" chegou a emprestar um avião à campanha presidencial de Lula, em 1989. O ex-executivo da Odebrecht Luiz Eduardo Soares disse que a propina para o "Almirante Braga" seria de um grupo de viúvas de almirantes. O contrato de R$ 31 bilhões para a compra de submarinos, incluindo R$ 3,3 bilhões para a Odebrecht, era a fonte do propinoduto.


Fonte: A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.
Postar um comentário