segunda-feira, 17 de abril de 2017

Propina do PT no submarino brasileiro: R$ 50 milhões



Contrato da Odebrecht com submarino rendeu R$ 50 milhões ao PT



Ex-presidente da empreiteira Marcelo Odebrecht revelou que a parte do PT no contrato de desenvolvimento do Submarino Nuclear brasileiro (Prosub) foi de R$ 50 milhões. O negócio, segundo o ex-executivo, era complexo pois havia também acordo de transferência de tecnologia por parte da empresa francesa que tinha o contrato com a Marinha do Brasil. O negócio rendia à Odebrecht de R$ 500 a 700 milhões ao ano. 

"Sempre que chegava o final do ano, tinha um problema para receber" no contrato do Prosub, queixou-se Odebrecht na sua delação. Quando Odebrecht cobrava o pagamentos de parcelas, "aumentava a expectativa" de propina em Guido Mantega e João Vaccari Neto. O alto valor do submarino forçava Odebrecht a tratar diretamente com Guido sobre pagamentos, já que era ele o responsável pela liberação.


Fonte: A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.
Postar um comentário