Banco do Nordeste 65 anos

sábado, 20 de maio de 2017

'Folha' aponta 50 edições no áudio da conversa de Joesley com Temer


Uma perícia contratada pelo jornal Folha de S.Paulo concluiu que o grampo que gravou a conversa entre o bilionário Joesley Batista e o presidente da República Michel Temer sofreu mais de 50 edições, segundo informou o próprio jornal na noite de sexta-feira (19/05). O laudo foi realizado pelo perito judicial Ricardo Caires dos Santos, do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo. "É como um documento impresso que tem uma rasura ou uma parte adulterada. O conjunto pode até fazer sentido, mas ele facilmente seria rejeitado como prova", disse Santos à Folha de S.Paulo

De acordo com a reportagem, o áudio não passou pela Polícia Federal - PF, que só foi incluída no caso no dia 10 de abril. A gravação, feita pelo bilionário na noite de 07 de março, foi entregue diretamente à Procuradoria-Geral da República e não consta entre as "ações controladas" da Polícia Federal - PF. Um dos trechos considerados cortados, é quando Joesley JBS explica a Temer que "deu conta" de um juiz, um juiz substituto e um procurador da República, declara: "...eu consegui [corte] me ajude dentro da força-tarefa, que tá". Outro trecho investigado pela Folha é quando Temer trata de ministros do STF: "Era pra me trucar, eu não fiz nada [corte]... No Supremo Tribunal Federal - STF totalidade só um ou dois [corte]... aí, rapaz mas temos [corte] 11 ministros".


Postar um comentário