quinta-feira, 8 de junho de 2017

Governo tenta implodir bloco de oposicionistas

Foto: Jose Leomar Sousa



O governador Camilo Santana exonerou o deputado Osmar Baquit (PSD) do cargo de secretário da Agricultura, Pesca e Aquicultura, devendo ainda hoje ele ocupar sua cadeira na Assembleia Legislativa cearense, fazendo o ex-deputado Sineval Roque voltar à condição de suplente. Baquit está de volta ao Legislativo para implodir o Bloco Parlamentar formado por integrantes do PSD, Partido da Mulher Brasileira - PMB e PMDB, de oposição ao governador, embora dele alguns governistas façam parte.

O objeto central de implodir o bloco é indicar um novo nome para integrar a comissão de Constituição da Assembleia, substituindo Leonardo Araújo, que foi indicado pelo deputado Sergio Aguiar, presidente do colegiado, para ser o relator da Proposta de Emenda à Constituição de extinção do Tribunal de Contas dos Municípios do Estado do Ceará - TCM

O bloco é formado por dez deputados: Dra. Silvana Oliveira, Danniel Oliveira, Audic Mota, Agenor Neto e Leonardo Araújo de Souza, todos do PMDB, além de Roberto Mesquita, Gony Arruda e Osmar Baquit, do PSD, juntamente com Odilon Aguiar e Bethrose Fontenele, filiados ao Partido da Mulher Brasileira - PMB.Todo o movimento gira em torno da aprovação da proposta de emenda constitucional para extinguir o TCM. Osmar Baquit está de volta à Assembleia, e mudanças vão acontecer no bloco parlamentar formado por PSD, Partido da Mulher Brasileira - PMB e PMDB no Legislativo. 


 
Fonte: Diário do Nordeste
Postar um comentário