Banco do Nordeste 65 anos

sexta-feira, 2 de junho de 2017

Justiça bloqueia R$ 3,1 bilhões de Sérgio Cabral e deputado




Cabral tem bens bloqueados por fraude em obras do metrô do Rio de Janeiro


A juíza Priscila Fernandes Miranda Botelho da Ponte concordou com irregularidades apontadas e ordena bloqueio de R$ 3,1 bilhões em bens do ex-governador Sérgio Cabral, preso na operação Calicute, além do deputado federal Julio Lopes (PP), ex-secretário de Transportes de Cabral, e outros envolvidos.

De acordo com o Ministério Público Federal - MPF, relatório técnico do Tribunal de Contas do Estado (TCE/RJ) revela prejuízo de R$ 3,17 bilhões devido a fraudes nas obras da linha 4 do metrô da capital carioca, que teve custo total de R$ 10,4 bilhões. "Impõem-se as medidas necessárias para assegurar a futura reparação do dano, caso a obrigação venha a se confirmar", diz o despacho da juíza.

Sobre o atual governador, Luiz Fernando Pezão, então vice de Cabral, não houve bloqueio devido a falta de indícios que corroborassem o possível envolvimento dele nas fraudes. Além de Pezão, o ex-secretário de Transportes Carlos Osório também não teve bens bloqueados, pois o cálculo do prejuízo apontado pelo TCE não engloba o aditivo aos contratos assinados pelos dois.


Fonte: Diário do Poder
Postar um comentário