terça-feira, 20 de junho de 2017

Prisão de Aécio não será julgada hoje, e irmã vai para prisão domiciliar



STF adia decisão sobre Aécio e dá prisão domiciliar para Andrea. Não foi definida nova data para julgar pedido de prisão de Aécio Neves



Os ministros da Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal - STF decidiram que o pedido de prisão feito pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o senador afastado Aécio Neves (PSDB/MG) não será analisado nesta terça-feira (20/06). O pedido da defesa do Tucano, para que ele retorne as atividades parlamentares, também não foi analisado. Não foi definida nova data para a decisão.

O relator do caso, ministro Marco Aurélio Mello, vai analisar o pedido da defesa do tucano, para que o julgamento ocorra no plenário da Corte. Por 3 votos a 2 os ministro da Primeira Turma concederam prisão domiciliar para a irmã de Aécio Neves, Andrea Neves e seu primo, Frederico Pacheco. Ambos terão que usar tornozeleira eletrônica.

Postar um comentário