domingo, 11 de junho de 2017

STF envia a Moro novos pedidos de investigação contra Lula

 © Reuters/Ueslei Marcelino Fotógrafo


Solicitações foram encaminhados por Edson Fachin, ministro relator dos processos da operação no Supremo Tribunal Federal - STF




Lula poderá ser investigado por cinco crimes citados por delatores da Odebrecht, todos relacionados com o esquema de propinas da empresa e caixa 2 do PT. De acordo com O Globo, os pedidos foram encaminhados por Edson Fachin, ministro relator dos processos da operação no Supremo Tribunal Federal - STF, a Sérgio Moro. A partir de agora, o Ministério Público Federal - MPF tem 15 dias para abrir inquéritos referentes às acusações, que poderão ser agrupadas, sem necessidade de serem investigadas individualmente.

Entre as denúncias estão envolvimentos em compra de terreno de 12 milhões de terreno para o Instituto Lula e 700 mil para reforma do sítio de Atibaia. Lula deu entrada no STF para que o processo troque de mãos e saia da alçada de Sérgio Moro. "Não tem nenhum fato que ocorreu naquela cidade e não há qualquer relação com a Petrobras ou com a Lava Jato", disse o advogado Cristiano Zanin Martins sobre o fato do processo correr em Curitiba

E completou: "Desde março de 2016, aquele juízo vem praticando grosseiras violações a garantias fundamentais do ex-Presidente que não foram contidas pelas vias recursais internas e por isso foram levadas ao Comitê de Direitos Humanos da Organisation des Nations Unies (ONU), onde aguardam julgamento".

Postar um comentário