quarta-feira, 26 de julho de 2017

Aécio deve deixar presidência do PDSB em agosto de 2017



Mineiro se reunirá com Tasso Jereissati para discutir a melhor forma de conduzir o processo



O senador Aécio Neves (MG), presidente afastado do PSDB, deve se reunir com o também senador Tasso Jereissati (CE), que ocupa a função interinamente, já no início de agosto, para discutir sua saída da presidência da sigla. De acordo com informações da GloboNews, a dúvida seria apenas sobre a melhor forma de conduzir o processo: se pela renúncia do mineiro ou pela convocação da convenção do partido, o que ocorreria no fim do próximo mês.

Desde que foi citado na delação da JBS, em maio último, Aécio Neves deixou o cargo e tem incomodado os companheiros tucanos. Ele é suspeito de ter recebido propina de R$ 2 milhões, além de ter tentado, segundo os delatores, atrapalhar o andamento da Operação Lava Jato. O próprio Jereissati defende a saída definitiva do mineiro do cargo e tem se recusado, segundo fontes do partido, a continuar "dividindo" o espaço com ele. 

Um grupo, no entanto, quer que haja uma renúncia coletiva de toda a executiva da sigla, para evitar um constrangimento ainda maior ao senador. "Está na hora de Aécio fazer um gesto pelo partido. O PSDB não pode ficar sangrando por causa dele", desabafou um integrante da Executiva do PSDB.

Postar um comentário