Banco do Nordeste 65 anos

domingo, 2 de julho de 2017

Crise política pode jogar recuperação econômica para 2019


Economistas apontam que o país só vai se recuperar em 2019 após a eleição de um novo presidente. O clima de instabilidade se deve as denúncias de corrupção contra o presidente Michel Temer, o que complica a relação com investidores, principalmente fora do país, onde o Brasil está com imagem negativa. "Para sair do buraco, todos sabem, precisamos de investimentos em infraestrutura, com escala, e já não há ambiente para isso" afirmou Mendonça de Barros, ex-secretário de Política Econômica do Ministério da Fazenda (Brasil)

"Alguém disse, muito corretamente, que esse governo se divide em AJ e DJ, antes e depois de Joesley Batista (um dos donos da JBS, que gravou conversa com o presidente). Pois, no DJ, não tem ponte nem pinguela para o futuro da economia" disse o economista Edmar Bacha, um dos pais do Plano Real. Para ele, o atual governo deveria passar o bastão para um novo nome, de consenso. 

No intervalo que falta até a eleição, o País deveria passar pela reforma política e uma constituinte. "Estou preocupado é com o tipo de País que queremos: se o governo insistir em ficar, desse jeito aí, a crise se agrava, as pessoas vão se alienando da política, se frustrando com a economia e, lá na eleição, votam na extrema-direita ou extrema-esquerda", disse.

Postar um comentário