Banco do Nordeste 65 anos

segunda-feira, 3 de julho de 2017

Ex-ministro Geddel Vieira Lima é preso na Bahia

Foto:© Ueslei Marcelino Fotógrafo / Reuters


Ele é acusado de agir para atrapalhar as investigações do Ministério Público


Geddel Vieira Lima foi preso preventivamente pela Polícia Federal nesta segunda-feira (03/07), na Bahia. O Ministério Público Federal - MPF argumenta que o ex-ministro da Secretaria de Governo de Michel Temer agiu para atrapalhar investigações. A prisão se baseia em informações dadas em depoimentos recentes do doleiro Lúcio Bolonha Funaro, do empresário Joesley Batista e do diretor jurídico do grupo J&F, Francisco de Assis e Silva - os dois últimos em acordo de colaboração premiada.

De acordo com o Ministério Público Federal - MPF, Geddel atuava para evitar que o ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha, e o próprio Lúcio Funaro firmem acordo de colaboração com os investigadores. Ele teria atuado para assegurar que ambos recebessem vantagens indevidas, além de "monitorar" o comportamento do doleiro para constrangê-lo a não fechar o acordo. 

O mandado de prisão foi assinado pelo juiz Vallisney Oliveira, da 10ª Vara da Justiça Federal no Distrito Federal. Geddel é o quinto preso preventivamente no âmbito das investigações da Operação Sépsis Cui Bono. Cunha, Henrique Eduardo Alves, Lúcio Funaro e André Luiz de Souza já estão presos. Como destaca o G1, todos são apontados como integrantes da organização criminosa que atuava na Caixa Econômica Federal.
 
 
Postar um comentário