Banco do Nordeste 65 anos

sexta-feira, 14 de julho de 2017

Farra de cartões pode finalmente chegar ao fim


Projeto proíbe saques e limita gastos com cartões corporativos


A farra de gastos através de cartões corporativos do governo, sem licitação ou controle, consumiu R$ 731,3 milhões do contribuinte desde 2002, quando foram criados. Mas o gasto desenfreado está com dias contados. Está pronto para ser votado na CCJ do Senado projeto que limita gastos a R$ 6,6 mil/mês, por órgão, além de proibir saques e acabar com sigilo de despesas, que existe até para órgãos de controle.

De acordo com o relator, senador Lasier Martins (PSD/RS), é preciso um maior controle para evitar as maracutaias, "sobretudo em saques". O sigilo de alguns gastos será mantido em relação à publicação online, mas todos os dados ficarão à disposição do Tribunal de Contas. Entre 2003 e 2015, as faturas dos cartões do governo federal somaram R$ 655 milhões com cerca de 95% das despesas escondidas por sigilo.



Fonte: A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.
Postar um comentário