Banco do Nordeste 65 anos

segunda-feira, 31 de julho de 2017

MPF pede a juiz federal o aumento da pena de Lula no caso do triplex


Recurso alega que ex-presidente chefiou o esquema criminoso do mundo.


"Em vez de buscar apoio político por intermédio do alinhamento ideológico, Luiz Inácio Lula da Silva comandou a formação de um esquema criminoso de desvio de recursos públicos destinados a comprar apoio parlamentar de outros políticos e partidos, enriquecer ilicitamente os envolvidos e financiar caras campanhas eleitorais do PT em prol de uma permanência no poder assentada em recursos públicos desviados". A partir desse argumento, nesta segunda-feira (31/07), 12 procuradores do MPF solicitaram ao juiz Sergio Moro o aumento da pena proferida por meio de sentença, em 12 de julho de 2017, ao ex-presidente.

"Importante frisar que a distribuição de cargos para arrecadação de propina não teve por propósito único garantir a governabilidade, mas objetivou também a perpetuação no poder do próprio partido do então Presidente da República (com a majoritária distribuição de cargos), e o enriquecimento espúrio de vários agentes públicos envolvidos (tanto que expressiva porcentagem da propina foi direcionada a funcionários públicos e agentes políticos)", escreveram em trecho do documento. No recurso, o MPF pede ainda que Lula pague multa de R$ 87,6 milhões, referente ao desvio nas obras das refinarias Presidente Getúlio Vargas e Abreu e Lima.  
 
Leia, abaixo, o uma parte do requerimento.


Postar um comentário