sábado, 15 de julho de 2017

Por que não sabemos quantos presos há no Brasil

Foto: BBC Brasil
 

BBC Brasil acompanhou a situação na penitenciária de Pedrinhas, em São Luís, no ano passado, onde houve grande onda de violência; fotos exclusivas mostram que alguns presos vivem em condições duras


O Brasil tem uma das maiores populações carcerárias do mundo - e, atualmente, esse é um dos poucos dados conhecidos sobre o sistema penitenciário brasileiro, segundo especialistas. Isso porque, desde 2014, o Ministério da Justiça não divulga informações sobre a população dos presídios no país. O Levantamento Nacional de Informações Penitenciárias, o Infopen, que trazia dados quantitativos (e alguns qualitativos) sobre o sistema foi criado em 2004 e era divulgado semestralmente. 

No entanto, desde dezembro de 2014, não houve qualquer atualização de dados. A falta de informações vem à tona em situações como a violenta rebelião no presídio de Alcaçuz (região metropolitana de Natal). Mesmo seis meses após o massacre, o número de mortos ainda é incerto, porque as contas não fecham. O número oficial é de 26 vítimas, mas há 11 presos, segundo o Mecanismo Nacional de Prevenção e Combate à Tortura, que estavam no presídio, mas não constam nem na lista de fugitivos, nem na de mortos e nem na de transferidos para outras penitenciárias.


Fonte: BBC Brasil em São Paulo
Postar um comentário