sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Massacre no Congo tem 351 mortos, entre eles 80 crianças

 


Um informe da Organização das Nações Unidas afirmou que pelo menos 351 pessoas foram assassinadas na região de Kasai, centro da República Democrática do Congo. Entre as vítimas estão 80 crianças, 30 delas com menos de oito anos. As mortes foram definidas como um massacre étnico pelo Alto Comissariado de Direitos Humanos da ONU, que acusou o estado, milícias e rebeldes pela matança. 

Segundo o relatório, as mortes ocorreram de 12 de março a 19 de junho de 2017. Zeid Ra'ad Zeid Al-Hussein, alto comissário da ONU, afirmou que sobreviventes relataram que muitas das vítimas foram "queimadas vivas". Hussein denunciou particulamente a milícia Bana Mura, que teria liderado "ataques horríveis contra os grupos étnicos Lulua e Luba".


Postar um comentário