Banco do Nordeste 65 anos

domingo, 6 de agosto de 2017

Rodrigo Maia não fez com Temer o que Cunha fez com Dilma



Apesar do tom otimista em falas ministeriais, é baixa hoje a chance de aprovação do relatório da reforma da Previdência na Câmara sem que haja modificações. O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, quer aprovar essa reforma até outubro de 2017. O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (Democratas/RJ), pretende colocar o tema em votação no início de setembro.

O governo está muito interessado na reforma da Previdência para tentar controlar o crescimento dos gastos públicos. Articuladores políticos falam em mudar o discurso de venda da reforma. Foi enfatizado o aspecto fiscal, deixando em segundo plano questões de justiça social e de igualdade de regras.

Postar um comentário